Agronegócios Comentários

Companhia francesa Tereos compra por 202 milhões de dólares a participação da Petrobras na Guarani

Janeiro 03 / 2017

Na região de Rio Preto, o grupo mantém unidades produtoras de açúcar e etanol, em Olímpia, Severínia; Tanabi, e em Guaraci.

A companhia francesa Tereos comprou por 202 milhões de dólares a participação da Petrobras na Guarani, com sede em Olimpia, região de Rio Preto. Com essa transação, a Tereos, que já detinha 54,03% do capital social da Guarani, passa a ter participação de 100%, tornando-se a única acionista da companhia. Após a aquisição, a Guarani também passa a se chamar Tereos Açúcar e Energia Brasil. O anúncio foi feito na quarta-feira desta semana, dia 28.
A Petrobras detinha 45,97% das ações da Guarani e a negociação faz parte do Programa de Desinvestimentos da estatal, alinhado ao Plano Estratégico da companhia, que prevê a saída das atividades de produção de biocombustíveis.
O diretor-presidente da Tereos, Alexis Duval, se disse satisfeito com o acordo alcançado com a Petrobras e agradeceu o compromisso da estatal com a Guarani desde 2010. “Essa transação está em linha com o anúncio da Petrobras de concentrar a sua atuação na exploração e produção de petróleo e gás natural. Para a Tereos, esta aquisição é uma oportunidade para fortalecer sua presença no Brasil, líder global na produção de açúcar”, afirmou.
Atualmente, a Guarani possui sete unidades produtoras de açúcar e etanol, sendo quatro delas na região de Rio Preto: a usina Cruz Alta, em Olímpia; Severínia, em Severínia; Tanabi, em Tanabi; e Vertente, em Guaraci. Além dessas, há também as unidades de Andrade, em Pitangueiras; São José, em Colina; e Mandu, em Guaíra, todas no interior de São Paulo.
A companhia mantém relação com mais de 12 mil produtores de cana-de-açúcar e cultiva mais de 300 mil hectares de terras nas regiões onde está localizada. O plantio e a colheita da cana-de-açúcar são 100% mecanizados em todas as unidades.
SAFRA 2016/2017
Por outro lado, na safra 2016/2017, que em Olímpia, foi encerrada oficialmente neste mês, a Guarani processou cerca de 20 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, produzindo 16 milhões de toneladas de açúcar e 630 milhões de litros de etanol, além de comercializar 1 GWh de bioeletricidade.
A francesa Tereos, que agora responde por 100% dos ativos da companhia, já era a terceira maior produtora de açúcar do Brasil. Hoje, o País é o maior produtor e exportador mundial de açúcar, com participação próxima a 50% nas exportações mundiais.

Os comentários estão desativados para esta matéria.