Ciência Comentários

Esconder filiação gera indenização de R$ 10 mil a ex-marido

Maio 26 / 2017

Uma moradora de Fernandópolis foi condenada em 2ª instância pelo TJ

O Tribunal de Justiça de São Paulo arbitrou em R$ 20 mil a indenização de uma moradora de Fernandópolis porque teria escondido a verdadeira filiação ao ex- marido de uma filha, hoje com sete anos. Ele descobriu que não era pai após a realização de outro matrimônio .
Alegou que após a separação do casal o autor continuou prestando auxílio emocional para sua filha, de modo que evidente a relação socioafetiva. Afirmou,por sua vez, a ex-mulher que não agiu de má-fé, pois somente tomou conhecimento de que o autor não é o pai de sua filha com o resultado do exame de DNA Pediu a majoração da indenização a R$ 50.000,0, mas não foi acolhida a pretensão.
Alegou que pelo fato de não conseguir gerar filhos realizou exames e descobriu que era infértil, o que motivou o ajuizamento da ação de investigação de paternidade em que restou comprovado não era o pai da infante.

Os comentários estão desativados para esta matéria.