Política Comentários

PEC paulista incha gastos com salários de servidores em R$ 2 bilhões

Junho 08 / 2017

Hoje, a proposta já tem apoio de deputados em número suficiente para avançar na Casa.

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo , Cauê Macris (PSDB) não pretende,por enquanto colocar em votação,uma PEC para ampliar os salários de servidores do Estado
Desde o inicio do ano, ganha força na Assembleia paulista uma PEC do governista Campos Machado (foto- folha Press e Google) (PTB) que aumenta o teto do funcionalismo estadual. O limite deixa de ser a folha do governador, de R$ 21 mil, e passa para a dos desembargadores, de R$ 30 mil.
Se aprovada, a PEC terá custo anual de R$ 2 bilhões. Hoje, a proposta já tem apoio de deputados em número suficiente para avançar na Casa. Sindicatos contestam e dizem que o projeto terá impacto de R$ 750 milhões e só a partir de 2020.O governador Geraldo Alckmin é contra o projeto e pede para não colocar em votação.

Os comentários estão desativados para esta matéria.