MPF oferece denúncia por pedofilia após site americano monitorar morador em Fernandópolis

Setembro 27 / 2017

As investigações iniciaram por meio do National Center for Missing e Exploited Children, do governo dos Estados Unidos e do Grupo Especial de Combate a Crimes de Ódio e Pornografia, no Brasil.

O Ministério Público Federal- MPF em Jales denunciou um homem de 44 anos, morador de Fernandópolis por suposto crime de pedofilia.
De acordo com os autos, o suspeito disponibilizou na Internet fotos com conteúdo pornográfico e cenas explicitas de sexo envolvendo crianças e adolescentes, mediante armazenamento no serviço de computação “nuvem” Skydrive. As investigações iniciaram por meio do National Center for Missing e Exploited Children, do governo dos Estados Unidos e do Grupo Especial de Combate a Crimes de Ódio e Pornografia, no Brasil. Verificou-se que o acesso ao conteúdo teria realizado, com a conexão em nome do morador de Fernandópolis. Outra prova comprovou que a disponibilização das fotos e conteúdos ilícitos teriam partido do IP do suspeito. Em depoimento, ele confirmou que o endereço para o suposto cometimento ilícito era utilizado no endereço eletrônico descoberto. Além disso, as investigações apontaram para o morador de Fernandópolis com horas e datas, além do ano de 2012. Em um dos casos, o acusado, então com 43 anos, manteve contatos virtuais com uma adolescente de 17 anos. Ele foi incurso no crime tipificado pelo artigo 241-A, da lei 8.069/90, cuja pena pode passar dos oitos anos em regime fechado.A denúncia foi formalizada no dia 19 de maio deste ano.

Os comentários estão desativados para esta matéria.