Gastos com Diário Eletrônico serão de apenas R$ 8 mil, diz Prefeitura

Julho 13 / 2018

Prefeitura de Mirassol gastava cerca de R$ 330 mil com despesas de jornal impresso ao ano

Desde fevereiro deste ano, a Prefeitura de Mirassol, na região de São José do Rio Preto, economiza R$ 330 mil por mês e não publica atos ou editais em jornais impressos
A Prefeitura de Mirassol lançou no dia 5 de fevereiro deste ano, a primeira edição do Diário Oficial Eletrônico com a finalidade de oferecer mais transparência aos atos oficiais do município e deixá-los acessíveis a um maior número de pessoas. A novidade foi aprovada pela Câmara de Vereadores, no dia 6 de fevereiro e o decreto que regulamenta o novo formato foi publicado, na última quarta-feira (28/02-2018), no jornal local que era o canal responsável por dar legalidade aos processos executados pelo Poder Executivo.
Com a inovação, os atos oficiais como decretos, comunicados, editais, entre outras divulgações poderão ser publicados diariamente e trarão uma grande economia aos cofres públicos. A estimativa é de que haja uma redução anual de R$ 330 mil, devido aos gastos com a compra de espaços no jornal impresso que publicava os atos oficiais no município, na Imprensa Oficial do Estado e em jornais de grande circulação. Com o formato eletrônico, os custos serão de aproximadamente R$ 8 mil ao ano.
Outras vantagens serão a facilidade no acesso, já que o novo formato permite a visualização em qualquer dispositivo com internet como notebooks, tabletes e smartphones e a preservação do meio ambiente, evitando o uso de papel, contribuindo com a sustentabilidade.
As publicações estarão disponíveis de segunda a sexta-feira, pela manhã, no ícone “Diário Oficial Eletrônico”, no site da Prefeitura (www.mirassol.sp.gov.br).
Em Itápolis, a economia é de R$ 100 mil por ano.Em Hortolândia,o serviço custava cerca de R$ 600 mil anuais à Administração.o

Os comentários estão desativados para esta matéria.