Cotidiano Comentários

Mãe e filha querem R$ 19 mil cada por danos morais contra Prefeitura

Dezembro 05 / 2018

Ação foi assinada em face da Prefeitura de Pedranópolis, por decorrência a um acidente contra uma menor .

Uma corretora ingressou com uma ação de danos contra a Prefeitura de Pedranópolis, na região de Fernandópolis. O pedido, de R$ 38 mil, é decorrente a um acidente, ocorrido no dia 12 de agosto de 2018 De acordo com a ação máe e filha compareceram a praça pública de Dulcelina, distrito pertencente a Pedranópolis, junto com outros familiares para momentos de lazer entre a família.O local é dotado de alguns quiosques com mesas, campo para prática de botia, além de um parquinho infantil.A menor, junto com seu priminho, brincavam próxinmo próximo a uma mesa de alvenaria com tampa de mármore, quando desabou-a sobre a criança, e atingiu o joelho dela, provocando graves lesões, conforme fotos em anexo. Desesperados os genitores da menor, imediatamente levaram-na à Santa Casa de Misericórdia de Fernandópolis, onde a menor recebeu os primeiros socorros Em seguida foi encaminhada para cidade de São José do Rio Preto devido à gravidade dos ferimentos.
Pelas lesões, a menor ficou internada por dois dias, e fez ainda acompanhamentos durante dois meses, ficando em uma cadeira de rodas por aproximadamente 30 dias, sendo impedida de frequentar a escola.

Para o advogado, Alex Sérgio Sandrin (foto em destaque) p dano moral constitui lesão que integra os direitos da personalidade, como a vida, a liberdade, a intimidade, a privacidade, a honra, a imagem, a identificação pessoal, a integridade física e psíquica, o bom nome; enfim, a dignidade da pessoa humana, um dos fundamentos da República Federativa do Brasil,
Os valores pedidos contra a administração é de R$19.000,00 cada autor.O advogado Marcel Eduardo Bombonato também assina a petição.

Os comentários estão desativados para esta matéria.