Esportes Comentários

Palmeiras pode pagar R$ 60mi para processos trabalhistas

Fevereiro 22 / 2019

Contratação de Wesley deixou dívida de R$ 40,4 milhões (Cesar Greco/Palmeiras). relação de ações ainda tem Basílio, Dinei, Cicinho, Diego Souza, Nen, e Rivaldo,

O Palmeiras tem a informação de que pode ser condenado a desembolsar aproximadamente R$ 60 milhões, ainda no primeiro semestre deste ano, com ações trabalhistas. E esse problema milionário é um dos motivos que levaram o Verdão a optar pelas vendas do lateral-esquerdo Luan Cândido e do zagueiro Vitão para clubes europeus. O Barcelona deve ficar com ambos.
A maior das pendências trabalhistas é com Antenor Angeloni, empresário que cobra R$ 40,4 milhões pelo empréstimo feito para a compra de Wesley, em 2012. Então presidente do Criciúma, Angeloni pôs R$ 21 milhões nos cofres alviverdes, permitindo a aquisição do volante junto ao Werder Bremen.
O tempo passou e o Palmeiras não devolveu qualquer centavo a Angeloni. No fim do ano passado, o departamento jurídico chegou a fechar um acordo com o empresário para zerar a dívida mediante pagamento de R$ 20 milhões, em 48 parcelas. Porém, a coisa emperrou quando Mustafá Contursi vetou o acerto no COF (Conselho de Orientação Fiscal). Agora, o Verdão corre o risco de ser condenado a pagar praticamente o dobro.
Outros processos menores ajudam a explicar o valor de R$ 60 milhões. Recentemente, o ex-zagueiro Dininho venceu uma ação que lhe garantirá R$ 1,4 milhão. Lincoln, que também defendeu o Verdão, cobra R$ 12 milhões. A relação de ações ainda tem Basílio, Dinei, Cicinho, Diego Souza, Nen, Rivaldo, entre outro

Os comentários estão desativados para esta matéria.