Marido que tentou mantar esposa enquanto dormia pagará R$ 50 mil

Abril 30 / 2019

Tribunal de Justiça ampliou os valores de R$ 20 mil para R$ 50 mil. Caso é de Araraquara.

O desembargador Walter César Incontri Exner, do Tribunal de Justiça de São Paulo, aumentou de R 20 mil para R$ 50 mil, a indenização por danos morais contra um morador de Araraquara, que esfaqueou a mulher na região do tórax enquanto dormia na cama do casal.
Pelo que verte da inicial, a autora foi vítima de tentativa de homicídio, em meados de julho de 2016, perpetrado pelo réu, seu ex-companheiro, que lhe desferiu uma facada no tórax enquanto dormia na cama do casal. Sobreviveu graças a socorro imediato prestado por suas filhas, sendo submetida a dois procedimentos cirúrgicos. Em função do abalo psicológico e da cicatriz que tem na região atingida, pediu a condenação do réu ao pagamento de danos morais e estéticos. Em contestação, o réu, em síntese, reconheceu que praticou o delito, mas afirma que assim agiu em razão de suposta traição da autora, pugnando pela
improcedência. "Destarte, é de rigor a reforma parcial da r. sentença recorrida exclusivamente para majorar a indenização
por danos morais para R$ 50.000,00, com atualização monetária e juros nos moldes já estipulados, e para, mantida a
distribuição das custas e despesas do processo, condenar o réu a pagar honorários em 15% do valor da condenação e a autora, por equidade, em R$ 1.000,00, tendo em vista o sucesso parcial do apelo e o trabalho adicional feito em grau
recursal, ressalvada a gratuidade processual concedida às partes", escreveu o desembargador

Os comentários estão desativados para esta matéria.